Jesus confia à Madalena a missão de evangelizar pela... | Sal da Terra Luz do Mundo

Facebook Twitter


2015-08-17


Jesus confia à Madalena a missão de evangelizar pela mensagem


Ana Lúcia Vasconcelos


Jesus confia à Madalena a missão de evangelizar pela mensagem

Capitulo 15

29º a 34º aparição

  

 

 

       Na vigésima nona aparição ocorrida no dia 11 de abril de 1975 às 15 horas, sempre numa sexta feira, Jesus pede que Madalena transmita  o seguinte: “ Dizei ao padre: eu desejo que o mundo conheça a mensagem. Os padres devem falar abertamente e sem receio, pois nada deve ficar escondido daquilo que deve ser desvendado.” Na trigésima aparição, do dia 2 de maio  as 17.45 h na capela apenas houve a projeção dos raios brancos e vermelhos, não houve mensagem. Na trigésima primeira aparição, ocorrida no dia 30 de maio às 15 horas na capela, Jesus diz: “Dizei ao padre que não é mais o tempo em que eu ressuscitava os corpos, mas chegou o momento em que devo ressuscitar os espíritos. Aqueles que pretendem, no mundo de hoje, ressuscitar e curar os corpos em meu Nome não são dignos de meu Pai do céu. Ide  Madalena, e proclamai  minha mensagem em Dozulé. A tarefa que vos tenho dado a realizar, vós a deveis cumprir. Não temais, vos darei a força. “Depois conforme narra a vidente, Jesus sorriu e continuou: “Esta cidade, meu Pai a abençoou e a consagrou, e todos os que vierem arrepender-se ao pé da Cruz Gloriosa, eu os ressuscitarei no Espírito de meu Pai. Encontrarão a paz e a alegria.” Então Jesus a olha com ar muito grave e diz: “A primeira religiosa que vos beijar levando a mensagem é incrédula às palavras que estão saindo de vossa boca. Ela vos subestima. Não a trateis com dureza. Sede caridosa”.
Segundo o autor, Madalena ficou surpresa com esta revelação de Cristo sobre a ressurreição dos espíritos e não dos corpos e falou sobre isso com o padre L’Horset, que finalmente entendeu o significado da carta que havia recebido naquela mesma manhã: “Não vos conheço, entretanto quero vos avisar que passando por Dozulé no dia de Pentecostes, senti o desejo de entrar na igreja e desde então só penso no Cristo de Dozulé. Estou doente, estou com leucemia, me escondem isso, mas apesar de tudo fico sabendo. Porém não rezai por minha cura, mas sim pela conversão de meus pais que não tem fé. Com efeito, quanto a mim sinto meu coração definhar, e meu espírito que acordar em Jesus meu Salvador.” Enfim tudo ficava explicado.Na trigésima segunda aparição, no dia 27 de junho às 15.15h Jesus se apresenta como de costume com a mão direita em direção à Madalena e diz: “Dizei à religiosa que não mora na cidade que tenha a bondade de vir aqui sexta feira. Que pegue o necessário para escrever, por vossa boca comunicar-lhe-ei uma mensagem.” E desapareceu.

 

Na trigésima terceira aparição
Jesus manda uma
 mensagem para o Papa

      Na trigésima terceira aparição, ocorrida no dia 4 de julho às 15.15 h, o pároco acabara de anunciar a terceira dezena do terço, quando de repente a luz aparece. Jesus olha para Madalena e depois para a Irmã Joana D’Arc e diz: “Dizei isto em voz alta: eis o que deve escrever a religiosa-esta carta se dirige ao chefe da Igreja. É Jesus de Nazaré que a dita pela boca de sua serva. Bem aventurados os chamados de meu Pai que encontraram a paz e a alegria nesta terra da Cruz Gloriosa, que vos peço que façais elevar. Com efeito, não é mais o tempo em que se ressuscitavam os corpos, mas chegou o momento em que devo ressuscitar  os espíritos. Entendei bem isto: os dias que precederam o dilúvio, as pessoas não desconfiavam  de nada até a chegada do dilúvio que as levou a todas.” “Hoje, porém vós sois avisados, viveis o tempo em que eu vos dizia: “haverá nesta terra perturbações de todas as espécies; a iniquidade que é causa de miséria e de fome, as nações ficarão na angústia, fenômenos e sinais no céu e sobre a terra. Assim, ficai preparados, pois a grande tribulação (Mt 24) está próxima, tal como não houve semelhante desde o começo do mundo até esse dia e como não haverá nunca mais. Eu vos digo esta jovem geração não passará antes que isto aconteça. Mas não temais nada, pois eis que se eleva no céu o sinal do Filho do Homem que Madalena viu brilhar do Oriente ao Ocidente.”

“Vós, chefes das igrejas, (Cristo informa ao Papa que Ele vai tornar-se de novo chefe das Igrejas reconciliadas depois da Grande Tribulação) em verdade vo-lo digo, é por esta Cruz erguida sobre o mundo que as nações serão salvas. Meu Pai me enviou para vos salvar, e chegou o momento em que devo derramar nos corações humanos a minha misericórdia.” E em voz baixa disse: “Minha mensagem não deve dormir na sombra de uma gaveta, mas deve ser Verdade e Luz para o mundo inteiro.” E novamente em voz alta:” Esta Cruz Gloriosa deve ser erguida para o fim do ano Santo. Este Ano Santo deve se prolongar até a elevação da Cruz Gloriosa. Assim termina minha mensagem eu vos ordeno de entregá-la, vós mesma ao chefe da Igreja acompanhada de um Superior.” E Jesus desaparece. A irmã Joana D’Arc anotou a mensagem que Jesus dita bem devagar, segundo anota o autor, baseada nos relatos de Madalena. No entanto ficou aguardando a ordem do bispo para ir entregá-la ao Papa. Depois de uma semana de hesitação, dom Boudré proíbe a irmã Joana D’Arc de ir a Roma.

Advertência severa

     Na trigésima quarta aparição, ocorrida no dia 19 de setembro, aniversário da aparição de Nossa Senhora em La Salette (1846), onde justamente a Virgem lançou severa advertência à Igreja e ao mundo, Jesus aparece à Madalena Aumont em Dozulé, dia em que haveria um encontro com o bispo às 16 horas. Quando Madalena estava rezando o terço, ela viu a luz no tabernáculo e ouviu uma voz que disse: “Dizei ao padre, as religiosas, e às duas pessoas que conhecem a mensagem para virem aqui às 17.30 h.” Então a luz desapareceu e Madalena volta à capela às 17.30h acompanhada do padre, e duas senhoras que conhecem a mensagem e que foram escolhidas pelas irmãs.
Na hora indicada Jesus aparece com as mãos estendidas como sempre. Levanta a mão direita como para abençoar a vidente e diz: “A Paz esteja convosco. Fazei o sinal da cruz.” Madalena faz e então Jesus cruza as mãos à altura do seu peito, levanta o olhar, grave e triste para o céu e diz: “Dizei isto em voz alta: (Nisto Jesus olha para a assembleia e Madalena repete cada frase que Ele dita): “Vós, sacerdotes e religiosas encarregados da mensagem, não deixeis a humanidade correr para sua perdição”. Eu vos tenho pedido para trabalhar a fim de fazer erguer a Cruz Gloriosa. Não vedes que chegou o momento, face os fenômenos que acontecem? Pois o tempo corre e minha mensagem fica na sombra. Se for assim, o número de salvos será pequeno. Mas vós que não executais a palavra de meu Pai , vosso castigo será grande.” 

Loucura da cruz
e sabedoria do mundo

      “Com efeito, é pelo número dos salvos que sereis julgados. Não useis o meio da sabedoria e da reflexão (loucura da cruz e sabedoria do mundo (I Cor 1,18-25: Aprouve a Deus pela loucura da pregação, salvar aqueles que creem”), mas ouvis a loucura da mensagem. Com efeito, é por esta mensagem que aprouve a Deus salvar o mundo. Não sejais como os judeus que pediram sinais...” (Os judeus pedem sinais: I Cor 1,22).
Mas por esta mensagem única e definitiva que Deus revelou à sua serva- as palavras que tem saído da sua boca não são palavras humanas- mas por aquilo que lhe revelou o Espírito, chegou o momento em que devo derramar nos corações humanos a minha misericórdia. Mas vejam bem os que têm a responsabilidade que são eles que me impedem, porquanto deixam o mundo na ignorância. Lembrai-vos, os dias serão abreviados por causa dos eleitos, mas ai dos que não cumprem a palavra de Deus ”.
Em seguida Jesus disse: “Tirai vossos sapatos, saí da capela e ide até onde vossos pés tocarem a terra. Depois voltai aqui”. Madalena faz o que Jesus pede, e quando volta, Ele diz: “Esta terra de Dozulé que meu Pai abençoou e consagrou nem nós mesmos (embora Filho de Deus Jesus empregue o nós da humildade assemelhando-se aos homens como no Pai Nosso- “não nos deixeis cair em tentação...”) somos dignos de pisá-la.” Depois retomando seu ar de doçura, semblante radiante diz: “ Eu sou o Deus de bondade e de amor. Minha misericórdia é infinita. Se hoje minhas Palavras são cruéis, não é para vos condenar, mas ao contrário, eu pretendo salvar o mundo por minha mensagem”.
Madalena anota no seu relatório que no mesmo momento, na mesma hora em que o bispo pedia sinais milagrosos e exigia “sabedoria e reflexão” das duas irmãs, Jesus respondia à Dozulé com tristeza.

 

 


postado em Revelações

Veja outros textos do Autor

O Fim dos Tempos ou o Tempo do Fim Ou ainda o Tempo da Ira

As Últimas Revelações Jesus e Maria para a humanidade

Nos domínios da mística

Igreja não revela a tempo os segredos de Fátima

O Terceiro segredo de Fátima

La Salette anuncia Fátima

As aparições de Medjugorje confirmam Fátima

A Virgem aparece em Medjugorje

Os Segredos revelados em Medjugorje

Aparições revelam mundo invisível

Capitulo 10 - Revelações do século XX

As primeiras dez aparições de Jesus à Madalena Aumont em Dozulé, na França

Jesus revela o plano de Deus para o mundo

Ele anuncia nova evangelização e pede a construção da cruz

Jesus fala da água da purificação

Do coração de Jesus saem raios vermelhos e brancos

Quadragésima Primeira Aparição

Discernindo as aparições de Dozulé

Testemunhas da Cruz confirmam as aparições a Madalena Aumont

O Meu Coração vos fala em todo o mundo

Profetas são fachos no meio das trevas do mundo

ERRO