Como usar o Sangue Redentor de Cristo... | Sal da Terra Luz do Mundo

Facebook Twitter


2016-08-09


Como usar o Sangue Redentor de Cristo


Ana Lúcia Vasconcelos


Como usar o Sangue Redentor de Cristo

 

      Revelações de Jesus a Maria Sevray

em  Divins  Appels

   

   Diz Jesus: “Tenho sede que os Meus sofrimentos e Minha morte sejam aproveitados pelo maior número de almas. Para isso preciso de intermediários-porque sem um impulso das almas para Mim (uma oração), os Meus Méritos ficariam por serem utilizados. Ora, que desolação para Mim depois de ter sofrido tanto, ver como faltam intermediários, como os meus sofrimentos são estéreis para um grande número delas”.

  Vinde todos vós que Me amais, vinde e compreendei a Minha Dor lancinante, ao vê-los cair no inferno aos milhares enquanto o Meu Sangue não espera senão poder salvá-los. Rezem pelos pecadores, rezem e supliquem pelos agonizantes...E que tenham confiança. Se rezassem com ardor, com confiança tudo se obteria”.

 

Pelos pecadores

 

    “Eu peço como mendigo, intermediários entre Eu e os pecadores. Sim, o Meu Maior Desejo é fazer derramar os Meus Méritos, Meu Sangue sobre esta multidão de impios, de orgulhosos perversos. Mas é preciso que Me supliquem, sabendo bem que podem ser atendidos e que o serão, se o fizerem com sincera esperança de receber o que pediram”.

   Que se ofereça a Minha Paixão e a Minha Morte o Meu Sangue. Mas que o façam sem dizer que não vão obter, e que é demasiado difícil que não se poderá obter. Se rezarem assim, de fato não obterão. Mas se rezarem com fé de quem sabe que Eu Sou o Onipotente e que as mais inconcebíveis transformações são para Mim uma brincadeira de criança e que Eu disse: pedi e recebereis... Se unirdes estas duas verdades tão claras e com estas disposições de se lançarem na oração... então em verdade vos digo, obterão.

    Entrai, pois na contemplação de todas as minhas dores, segui os sublimes acontecimentos e os Meus gestos da Minha Paixão. Pedi-Me que se convertam todos os pecadores, porque Eu ardo em desejo de os salvar. Vinde buscar o que lhe é necessário no Meu Sangue, nas Minhas Chagas.

   Estes méritos são vossos, se vós quiserdes. Mas, para isso é preciso acreditar em plenitude. Uma só pequena hesitação impediria não uma aplicação dos Meus Méritos, mas a aplicação plena e total. Ora é esta aplicação total que Eu vos quero fazer. O Meu Sangue quer ir a vós em plenitude...

   Ah! se vós tivésseis fé...sabeis o que eu digo no Evangelho... Uma gota do Meu Sangue seria suficiente para salvar mil mundos. Mas pela comunhão dos Santos dei às outras almas o poder de ir buscar o meu sangue e de o derramar sobre os pecadores... Por uma ardente Fé.

    Vem abastecer-te dos meus sofrimentos, dos meus Méritos, do meu Sangue Redentor. Sei Eu preciso que tudo seja utilizado. E é, sobretudo às almas intermediárias que Eu recorro para isso porque os pecadores por si mesmos são demasiado cegos e estão demasiado longe de Mim.

   Eu suplico que Me Amem e compreendam as minhas sede ardente e que venham se abastecer dos Meus Sofrimentos, do Meu Sangue, para derramar sobre as almas superabundantes tesouros de graça. O meu Sangue Redentor fica inoperante se as almas não o utilizassem.    Oh... o grande mistério de Amor e de Verdade... é bem verdade que os méritos, os meus sofrimentos e o Meu Sangue são vossos, e que vós podeis dispor deles na medida em que quiserdes... e quanto maior for essa medida, mais contente eu fico. Bem vês como é verdadeira esta frase: Eu peço às almas que completem o que falta à Minha Paixão redentora.

   Oh!... é certo que do meu lado nada falta , pois só uma  gota do Meu Sangue teria sido suficiente para salvar mil mundos e Eu o derramei a jorros...do lado divino não falta nada: do meu lado nada faltou-tendo sofrido como homem e tendo dado como Deus um preço infinito aos meus sofrimentos. Mas há duas partes em presença: Eu Redentor, e a criatura a resgatar. Sabes que eu fiz o homem livre. Não posso, pois, impor-lhes que tire proveito da Minha Redenção.

   É preciso que ele queira tirar proveito da minha Redenção.A Minha Misericórdia vai então a ponto de permitir que as almas rezem, mereçam, umas pelas outras. Fiz isso porque pensava que encontraria almas que Me haveriam de amar e que desejariam satisfazer minha sede de Salvação das almas.

   Então aproveitando o poder que lhes dei, elas usariam e utilizariam o Meu Sangue, para Me obter os pobres pecadores. Também aqui Eu fui desiludido - isto não afeta em nada a minha presciência das leis, tudo em sentido amplo, no sentido em Eu o digo. Sim eu fui desiludido, porque quantas são as que não utilizam estas riquezas, que são suas.

   Oh! alma porque fazes isso? Por que?.. é a falta de Fé ou pelo menos a falta de fé prática, de convicção profunda total? Duvidas até mesmo inconscientemente de que os Meus Sofrimentos, os Meus Méritos, o Meu Sangue são verdadeiramente tua propriedade? Peço-te que acredites e depois te recolhe para que esta convicção te penetre até os ossos.

  Se vivesses esta convicção bem a fundo torna-la-ia atuante; oferecerias o Teu Divino Tesouro. Oferecê-lo-ias a Meu Pai, como sublime e perfeito pagamento. Oh.um pagamento a que nada falta... evidentemente é necessário que o pecador se queira aproveitar desse pagamento... mas oferecei... oferecei... suplicai... e obtereis para ele a ação do fogo de uma oração intensa. A essas graças preliminares seguir-se-ão outras graças, e depois a Graça da Conversão.

   Eu vos suplico, fazei-o ó almas que Me amais. Que os Meus Sacerdotes o digam. Que eles repitam às almas para elas serem as minhas orantes intermediárias...

 

Pelos agonizantes

 

   Há outras almas que estão presas no laço maldito e Eu desejo libertá-las, elas não desejam. São os pecadores. Ah. peço-te que ofereças várias vezes ao dia o Meu Sangue por elas... muitas vezes... Porque não criar o hábito de o fazer todas as vezes que o relógio der as horas sem prejuízo das outras vezes?

   Enviai ao Meu Pai, uma súplica ardente... que Ele aceite os Meus Sofrimentos , e o Meu Sangue para que determinada alma, que esteja a ponto de deixar esta terra e que Satanás tenha nas suas garras , seja enfim liberta e volte a Mim. É muitas vezes uma questão de minutos. Concedo-te a graça de Me salvares, sobretudo essas... Mostrar-te-ei como graças à oferta ardente do Meu Sangue, elas se podem converter, uma conversão bem consciente, total e fervorosa.

   Criai o santo hábito de o fazer muitas vezes. Envie assim, envie a vossa súplica até o leito de morte que eu tiver escolhido, talvez até muito longe do outro lado do mundo...Talvez menos longe, onde Eu quiser... A vossa oração, desejo que ela seja uma súplica intensa.A Minha Misericórdia é infinita...E para atuar ela tem a duração do tempo. Dai... dai campo à Minha Misericórdia apresentando-lhe muitas almas... muitos pecadores... Rezai também pelo mundo angustiado... e tende esperança...

 

Oração para proteção

 contra Satanás

 

  Esta oração foi ensinada por Nossa Senhora da Alegria à vidente Annie, nos Estados Unidos para proteção contra Satanás e deve ser feita ao menos tres vezes ao dia:

 

1. Ao acordar, de manhã, antes de sair da cama, para que cada pensamento, palavra e ação, sejam consagrados a Jesus;

2. Ao meio dia para lembrar de manter sua vida centrada em Jesus;

3. Logo antes de ir dormir, à noite para que sua mente subconsciente seja protegida do maligno, enquanto estiver dormindo.

 

Consagração ao

Sagrado Coração de Jesus

 

    Sagrado Coração de Jesus, eu vos consagro minha mente (+ na testa), minhas palavras (+ nos lábios), meu corpo (+ no centro do peito), meu coração (+ abaixo do ombro esquerdo) e minha alma (+ abaixo do ombro direito) para que vossa vontade seja feita através de mim neste dia. Amém.

   As palavras acompanhadas dos sinais da cruz vão selar no precioso sangue de Jesus e assinalar a vitória de Jesus sobre o pecado e a morte.

 

Como restaurar

 a paz no coração

 

   Antes da sua morte, Frei Slavko (de Medjugorje) celebrou uma missa no Cenáculo de irmã Elvira. A todos aqueles jovens que lá estavam, ex-drogados que tinham sofrido por falta de paz na família, ele dava o melhor de si próprio, como a seus filhos espirituais. Disse-lhes nesse dia: “Sabem quando se perde a paz? É quando se começa a ver apenas um aspecto da pessoa, um lado que nos desagrada, sem levar em conta a pessoa na sua totalidade. Observando-se apenas o lado negativo, a crítica introduz-se em nós e nos esquecemos do resto. Focalizando apenas o que nos desagrada, tornamo-nos cegos, mesmo que a falha seja real. Assim, perdemos de vista o que ela fez, o que ofereceu, o que sofreu, etc. Entramos então numa visão limitada do outro, que é falsa e prisioneiros dela, perdemos o sentido de gratidão!”.

 

Para saber mais sobre Maria Sevray:

http://www.france-catholique.fr/Marie-Sevray-1872-1966.html

http://voiemystique.free.fr/theologie_du_coeur_de_jesus_24.htm

 

 


postado em Artigos

Veja outros textos do Autor

A conversão passa pela cruz

A importância da Missa e da Eucaristia

Páscoa é Passagem para a Vida

Visita Pastoral de Dom Bruno Gamberini ao Primeiro Bloco da Forania Nossa Senhora do Rosário

Visita a Paróquia Nossa Senhora do Rosário

Visita a paróquia de Cristo Rei Dia 18 e junho de 2008

Visita de Dom Bruno a Paróquia de São Paulo Apóstolo

Visita de Dom Bruno a paróquia Nossa Senhora das Graças

Visita a paróquia de Nossa Senhora de Lurdes

Encerramento da visita pastoral de Dom Bruno

É possível batizar as crianças abortadas

Encontro com os Catequistas na Paróquia Cristo Rei

E Deus criou o Paraíso (I)

Biomas do planeta e biomas brasileiros (II)

Cultivar e guardar a criação (III)

Olhando nossas origens nossos biomas ( IV )

ERRO