A conversão passa pela... | Sal da Terra Luz do Mundo

Facebook Twitter


2014-10-24


A conversão passa pela cruz


Ana Lúcia Vasconcelos


A conversão passa pela cruz

 

 

       A conversão é um processo longo e doloroso porque passa pela cruz. Assim, ao longo desses quinze anos em que estou “nessa estrada” de conversão a Deus, tenho passado por muitas provações, algumas quase insuportáveis. Mas-aviso aos que estão começando agora-Deus não dá uma pena, uma prova, enfim uma dor que você não possa suportar. E por que isso, provas, dores, angústias, traições, abandonos de amigos, e familiares, incompreensões? É a purificação, já que nada impuro entra no Reino dos Céus. E a purificação é justamente o desprendimento das coisas materiais, das vaidades, orgulhos, toda espécie de julgamento, maledicência, enfim todo o pecado, que nada mais é que o afastamento de Deus.

     E neste processo você vai ficando cada vez mais exigente-pecadinhos que antes não eram siquer notados agora ficam enormes, e assim você fica atento para as menores faltas. A confissão fica mais freqüente e te ajuda no processo de limpeza da sua alma e a Eucaristia te fortalece te cura. Aliás, sem oração, confissão e Eucaristia não é difícil, é impossível a empreitada.

   Enfim a conversão leva à busca da santidade. “Sede santos como meu Pai é santo”, disse Jesus. E no meio das provas, você vai sentindo a presença de Deus, de Jesus, do Espírito Santo, de Maria, dos anjos, numa prévia do que vai sentir no céu. Aliás, em muitas mensagens, Jesus disse que até para a alegria de estar perto d’Ele é preciso preparo, porque poderíamos morrer de alegria.

     Este preâmbulo é para dizer que durante este tempo em que estou escrevendo estas matérias, - mais exatamente as referentes às últimas mensagens de Jesus para a humanidade-já que a série sobre aparições da Virgem eu escrevo há muito mais tempo-portanto o período que começa em setembro até agora: janeiro de 2009, tenho percorrido um caminho cuja velocidade se acelera a cada dia, pelas leituras, orações, escuta de pregações, etc., ou seja, de mergulho nos mistérios de Deus, e isso às vezes me dá certo desespero pela impossibilidade de contar tudo, transmitir tudo na velocidade que seria preciso, já que os tempos estão próximos.

     A simples leitura das mensagens realiza uma obra de conversão, de purificação, de aprofundamento nos mistérios insondáveis de Deus. Em algumas mensagens Jesus fala explicitamente: esta mensagem cura. Assim o que ocorre é que na medida em que se caminha na leitura, seguida é lógico de oração e “conversão” a gente vai-a exemplo dos videntes, participando da Paixão de Cristo, mas também da sua ressurreição gloriosa. Assim é que as sensações vão de uma alegria imensa, de um sentimento de céu, à amargura do purgatório e do inferno. Você de fato se transforma numa testemunha da cruz de Jesus, numa co-participante do seu sofrimento, porque não é verdade que o que gente não sente, não imagina o que seja?

    E Ele diz explicitamente a Vassula, à Je Ne Sui Rien como disse ao longo da história a outros videntes, profetas que foram mártires, e por extensão a quem tiver lendo e aceitando as mensagens e divulgando, enfim anunciando que o Seu Reino está próximo e que é preciso oração, jejum e penitencia para salvar as almas, “as minhas almas-cruz”. Para confirmar isso vou citar um trecho do livro Testemunhas da Cruz-Atos dos Apóstolos, obra que Jesus ditou para J.N.S. R. na seqüência do livro Testemunhas da Cruz e que vai ter também sete volumes já que até agora já são quatro: 1. Anunciai Meu Regresso em Glória, 2. E Eis que Eu Venho, 3. O Reino de Deus está no Meio de Vós e 4.  Vivei Comigo os Dons de Deus, Nova Terra, Novos Céus, (Edições Boa Nova no Brasil- Rua Max Colin, 2049- CEP 89216-000- Joinville, SC, 1999), já que o último vai ser dividido em tres livros.

 

Ato de Amor e de

confiança

 

     Antes de ditar o primeiro livro dos Atos dos Apóstolos, Jesus disse o seguinte à vidente: “Você vai terminar de escrever a fim de terminar estes livrinhos, mas hoje vamos parar na passagem que o recapitula: Deveis consagrar-vos ao Coração Doloroso e Imaculado de Maria, porque é por Ela que deveis passar, para vir a Mim. Ela é a Porta do Céu”. E no inicio dos Atos dos Apóstolos I, há uma mensagem de Maria Santíssima: “Esta Consagração Redentora é um Ato de Amor e de Confiança na vossa Mãezinha Querida. A Santa Mãe do vosso Divino Salvador reuniu-vos a todos juntos no Seu Coração materno, que tanto sofreu por vós, porque a Santíssima Mãe de Deus sofreu a Sagrada Paixão de vosso Divino Salvador e a Sua Santa Morte na Cruz. O Seu Coração Doloroso e Imaculado guardou em si esta memória a fim de que ela mesma viva por toda a Eternidade e para que todos os Seus filhos que viveram no decurso dos séculos precedentes, tal como os de hoje e os de amanhã, venham a viver com Ela a Redenção do Mundo inteiro; e a afim de que, por Ela, vós mesmos vos unais ao Sofrimento Salvador de Seu Filho Redentor, passando pelo Coração Doloroso e Imaculado da Mãe Co-Redentora, aos pés da Santíssima Cruz que passou a ser Gloriosa pela Santa Paixão e pela Santa Morte e Santa Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

 

Consagração ao Coração Doloroso

e Imaculado de Maria

 

    E agora, a consagração, que deve ser feita todos os dias: ”Ó Coração Doloroso e Imaculado de Maria, consagro-me inteiramente a Vós, confiando às Vossas mãos de Mãe o meu coração, ferido por tantas faltas. Que assim, Vós Mesma façais dele a Vossa MORADA e o Santuário do Espírito, de que sois a Esposa. E então, graças a Vós, o meu coração entre numa união perfeita com o Coração Adorável e Sagrado de Jesus, Vosso Filho Bem Amado e meu Divino Salvador, para que se cumpra em mim através do Mistério da Cruz, a Santa Vontade do Pai! Então fortalecido pela Vossa Presença em mim também eu possa dizer Convosco , com toda a confiança e verdade, como no dia da Vossa Anunciação: Por vós, faça-se em mim segundo a Sua Palavra! “

 

 

As Minhas Testemunhas Cruzes

e o Triunfo de Maria

 

   JNSR diz a Jesus (quarta feira, 10 de maio de 2000- Atos dos Apóstolos IV pág. 198): ”É preciso amar a este ponto! Eu não posso mais, Senhor!” Jesus responde: “Minha filha, é preciso sofrer, para amar a este ponto. Ou antes, aqui tens a resposta: Sim, eu amei os Meus filhos a ponto de morrer por amor, na Minha Santa Cruz. O sofrimento te conduz ao Dom de ti mesma. Ele mesmo é teu companheiro, que te dá a força de ir até ao dom de morrer para ti mesma. Este sacrifício só poderá realizar-se no Amor total ao teu Deus...”

   “... Eu sei que sofres cada vez mais, mas não te abandono, Eu estou presente. Tu Me fizeste a oferta da tua vida, a tua vida é Minha, tu já não te pertences. Sozinha tu não podes fazer nada, mas os teus soluços, as tuas lágrimas a tua franqueza, passam a ser a tua fôrça: Eu mesmo atuo em ti. Avança com o peso bem grande da tua Oferta que ela mesma é a tua Cruz de Amor. Pensas que Eu terei escolhido um ser forte que apenas teme pelo seu próprio corpo? Minha filha, o Meu Amor é partilhado com todos vós, mas o Meu Dom de Sofrimento apenas se poderá partilhar com os que amam o seu Deus e os seus irmãos, a ponto de se esquecerem de si mesmos, para salvar os pecadores. É necessário salvar todas essas almas moribundas, que apenas vivem para o conforto material e bem estar de seu corpo”.

“... Eu Próprio te digo para que não duvides um só instante, que as Minhas almas-eleitas na dor, são as Minhas Almas-Cruzes. Eu sou Deus e posso tudo por Mim Mesmo. Mas o valor do vosso Sacrifício unido ao Meu enraivece o maligno. De fato, é isto a moeda, a única moeda que Satanás me pede: é este o preço que exige para Me devolver as Almas que já estão na antecâmara do inferno, prestes a entrar nesse lugar, de onde nenhuma alma poderá já voltar para Deus”.

   “É necessário este sofrimento das almas inteiramente dadas a Deus, para impedir as ovelhas estouvadas de atravessar o limiar e cair no abismo do inferno, que não tem fundo. Sim, entre estas ovelhas, há muitos filhos que não tem dúvida alguma em voltar para Mim, e Satanás pede cada vez mais Sofrimento e mesmo a morte terrestre de alguns. As Minhas Almas que trabalham no Meu Reino de Amor na Terra são as que ele próprio quer destruir”.

   “Mas ao Meu Santíssimo Apelo elas mesmas vêm juntar-se a Mim, no Meu Céu de Glória em que se vive a Verdadeira Vida em Deus. O mal não pode levá-las, que ele não é vencedor como tanto deseja; mas a verdade é que ele não quer vê-las trabalhando por Deus, na Terra. Ele não quer o Meu Reino de Amor”.

   “Aprende que as minhas almas sofredoras são uma verdadeira barragem para o Mal. E essa barricada não é senão uma frágil barreira em que eu próprio coloquei a Minha força. O Meu Espírito cobre cada um dos Meus filhos. Eles mesmos passam a ser um Terço de Hóstia vivas que faz fugir o Mal. Esta mesma barreira cresce todos os dias para fazer a torre do mundo e cerca o maligno que em breve se submetera à Bem Aventurada Virgem MARIA”.

   “Ficará cego com a Pureza da Branca Pomba de Deus, que está já avançando. Pequenas almas, que já neste mundo servis JESUS e MARIA, vereis em breve a Vitória do vosso Deus. Rezai, rezai, rezai sem cessar. E eis como está já avançando MARIA, Rainha Imaculada, com as Suas miríades de Anjos. Vivei já o Meu Regresso Glorioso. JESUS E MARIA vitoriosos do pecado. Eis o triunfo de Maria. Amém”.

 

 

 

O Meu Cerco

de Glória

   Como já referi em matérias anteriores, Jesus pediu em Dozulé à Madalena Aumont (na seqüência vou falar em detalhes sobre isso) a construção de uma enorme cruz de 738 metros de cumprimento-a altura do Gólgota, com a promessa de que todos que fossem lá se arrepender, seriam salvos. Você pode estar perguntando: mas quem não for lá não será salvo, mesmo que esteja em comunhão com Deus, etc. Não é isso. Esta cruz, que deve ser construída pela Igreja-já houve leigos querendo fazer isso-vai ser um sinal para o mundo da veracidade das mensagens urgentes de Jesus, Deus Pai, de Maria para a humanidade.

     Mas o pedido não foi atendido e Ele, na sua infinita bondade, paciência e misericórdia pediram então que se fizessem cruzes menores: de 7,38 metros, ou ainda, cruzes que ele chama de ‘familiares’ de 738 centímetros, nas cores branca e azul (para homenagear sua Mãe) e iluminadas por dentro. Estas cruzes estão sendo feitas aos milhares e já estão espalhadas pelo mundo e elas serão “esta arca” este refúgio a que Ele se refere em muitas mensagens.

    Vejamos uma mensagem de Jesus que se identifica como Sagrado Coração à Je Ne Sui Rien, no dia 30 de junho de 2000, uma sexta feira, Festa do Sagrado Coração, Atos dos Apóstolos, IV, pág. 261. “Minha filha, escuta a Minha Voz em ti. Uma linha curva pode passar a ser uma linha reta. Vê esse Povo que parte da Minha Santa Cruz Gloriosa de Dozulé (738 metros): ele parte da Grande Cruz e vai dar a volta ao mundo, indo por todos os países para plantar a Minha Cruz à centésima parte daquela que eu pedi à Minha Santa Igreja. São os Meus Apóstolos que unem entre si todos os seus irmãos da Terra. Eles não incorrerão no castigo, porque eu mesmo esvazio o seu coração de todo o orgulho humano”.

    “Partiram em todos os sentidos, mas a Minha Cintura de Glória e de Luz virá em breve apertar-se e voltar a ligar para sempre os bordos opostos. Surgiram de toda à parte correspondendo ao Meu Apelo, trabalhando pela mesma causa. Uniram-se, para oferecer aos Nossos Dois Sagrados Corações Unidos as suas Cruzes de Amor. Rezaram aos pés de cada Cruz, abençoada pelo sacerdote, pelo Bispo e mesmo pelo Arcebispo, a Oração cotidiana que Eu dei em Dozulé (no final da matéria) Oração de Perdão e de Amor. Em breve, caminharão todos juntos, para sair do país da escravidão. A voz de Deus estava em Moisés, como está hoje em PEDRO. A Minha Palavra permanece para sempre naquele que é o Pastor das Minhas Ovelhas; eu falo-vos do Meu Santo Vigário”.

 

A grande travessia

 

   “Vós estais na grande travessia: a dúvida e o desânimo fazem parte dela. Mas o próprio São Pedro vos confirma: ’Eu uso de paciência para convosco, desejando que ninguém pereça, mas para que todos cheguem ao arrependimento’. Escolhi a Cruz de Dozulé, 738 metros, altura do Gólgota; ela mesma é a Minha Cruz de Arrependimento Mundial e do Meu Grande Perdão.Continuai a erguer os Meus Milhares de Cruzes   de Amor em todo mundo: azul e branca, cada uma delas deve ser a centésima parte da Minha Cruz  Gloriosa, isto é 7.38 metros de altura, com braços de 1,23 metros, orientados de Oriente para Ocidente, e toda ela iluminada. A sua luz ver-se-á do Meu Céu de Glória, chamando à vossa Terra Aquele que é a Luz da Redenção . Acendei estrelas para Maria: o Redentor apressa-se a contá-las do alto do seu Trono; e a vossa Mãe continua a rezar com cada um de vós.”

    E agora uma mensagem de Nossa Senhora: ”Eu sou Maria da Cruz Gloriosa. Acompanho todos os Meus filhos de Meu Divino Sacerdócio, pois sou a Mãe do Sacerdote por excelência, Nosso Senhor JESUS Cristo. Eu abençoo-vos + pelo Amor que vós tendes à Santa Cruz de Amor e de Perdão; ela mesma continua a salvar a vossa terra, em grande perigo; em cada região, em cada país que a escolheu, ela passa a ser a vossa proteção e se a amardes, ela mesma vos falará do Amor do Crucificado, a fim de vos conduzir a Ele”.

   “Eu abençoa a Fé do Meu sacerdote que abençoa a Cruz do Meu Divino JESUS de Amor. Eu velo sobre cada um de vós. Sou a Mãe da Santa Igreja de JESUS Cristo e amo todos os meus filhos, mesmo os que hoje ainda recusam e rejeitam  o Nosso Amor. Sim, eu digo a Nosso Pai dos Céus: ’Pai perdoai-lhes que eles não sabem o que fazem; Vós  os deixastes cegos, surdos e mudos ao Vosso Apelo, a afim de que eles sofressem o Grande Castigo de Deus porque no dia em Vós derdes a este mundo o Seu inteiro Conhecimento, nem o Vosso Divino Filho, nem Eu Própria, Sua Santa Mãe, poderemos já dizer-vos: eles não sabem o que fazem. Sim, Pai , retardai ainda um pouco o cumprimento daquilo que Vós mesmo prometeste . Como diz São Pedro.”

   “Todos vós sabeis que os atributos de Deus não podem contradizer-se. Rezai, para que a Santa Misericórdia de Vosso Pai transborde ainda sobre a vossa Terra, como verdadeira chuva que fará desabrochar muitas, muitas conversões a Deus; de fato aproxima-se o Dia em que a Santa Justiça de Deus aparecerá na Sua Santa Verdade e pela Sua Santa Misericórdia, para o Juízo Divino que o próprio homem chama sobre si. MARIA, com Nosso Deus de Justiça e de Amor”.

 

Piedade, meu Deus.

 

      E agora a oração que Jesus ditou à Madalena Aumont no dia 5 de outubro de 1973 e que deve ser feita todos os dias: “Dizei as pessoas aqui presentes que rezem convosco a oração que lhes ensinei, seguida de uma dezena do terço:” Piedade, meu Deus, para os que te blasfemam. Perdoa-lhes, não sabem o que fazem. Piedade, meu Deus, para o escândalo do mundo. Livra-os do Espírito de Satanás. Piedade, meu Deus para os que fogem de ti. Dá-lhes o gosto da Santa Eucaristia. ”Jesus pára um instante e diz:” Aquele que faz a vontade de meu Pai e come deste pão (a Santa Eucaristia, Corpo de Cristo) viverá eternamente nesta luz.”E então retomou a oração:” Piedade meu Deus, para os que vierem arrepender-se ao pé da Cruz Gloriosa. Que ali encontrem a paz e a alegria em Deus nosso Salvador. Piedade, meu Deus para que venha o teu Reino, mas salva-os que ainda é tempo-pois o tempo está próximo e eis que Eu venho. Amém.Vem Senhor Jesus.”

 

 

A nossa santidade

é a preocupação de Deus

 

     E agora uma mensagem dada por Jesus à Vassula, no dia 26 de fevereiro de 1991 quando ela estava justamente pensando se poderia ou não receber uma mensagem de São Pedro e de São Paulo. Queria penetrar em certos mistérios e pediu ao Senhor o Seu parecer. ”Senhor?”, falou. ”Eu Sou”, respondeu Jesus. “Ouve flor: hoje a Minha preocupação é a vossa redenção. Por que pretendes tu entrar nos mistérios que eu não te desejo revelar? A Minha preocupação, a vosso respeito é a vossa santidade. Aquilo que eu espero de vós é o vosso arrependimento”.

    “Minha filha, procura compreender quais são os Meus interesses, compreende qual é a Minha Preocupação. Também Lázaro, depois de ter passado quatro dias nos Meus mistérios, os viu e compreendeu; ao regressar a este mundo, pedi-lhe que guardasse silêncio e reservasse para si tais segredos. Não quis que desse as Minhas Riquezas a almas que não teriam compreendido. Riqueza é serdes convertida. Riqueza é admitirdes que sois pecadores e virdes a Mim, humildemente, arrependendo-vos e levando uma vida santa, cumprindo os Meus Preceitos. Riqueza, não é tentar decifrar os Meus Mistérios, e caso o experimentásseis, tudo isso vos levaria apenas por caminhos tortuosos que não conduziriam a resultado algum”.

   “Vem, pois a Mim, como uma criancinha e permite à Minha Mão que te cultive e te enriqueça com este gênero de Conhecimento; que eu seja a tua riqueza; que o teu conhecimento seja um fruto da Minha Palavra. Que os teus interesses sejam os Meus interesses: a tua perfeição. Eu te amo. Vem. Não sejas impaciente na oração. O Amor está perto de ti”. “Nós, Senhor?” “Minha flor, sim.” 


postado em Artigos

Veja outros textos do Autor

Como usar o Sangue Redentor de Cristo

A importância da Missa e da Eucaristia

Páscoa é Passagem para a Vida

Visita Pastoral de Dom Bruno Gamberini ao Primeiro Bloco da Forania Nossa Senhora do Rosário

Visita a Paróquia Nossa Senhora do Rosário

Visita a paróquia de Cristo Rei Dia 18 e junho de 2008

Visita de Dom Bruno a Paróquia de São Paulo Apóstolo

Visita de Dom Bruno a paróquia Nossa Senhora das Graças

Visita a paróquia de Nossa Senhora de Lurdes

Encerramento da visita pastoral de Dom Bruno

É possível batizar as crianças abortadas

Encontro com os Catequistas na Paróquia Cristo Rei

E Deus criou o Paraíso (I)

Biomas do planeta e biomas brasileiros (II)

Cultivar e guardar a criação (III)

Olhando nossas origens nossos biomas ( IV )

ERRO